NEWS THÁ
Receba a nossa newsletter.
Blog da Th
Especial Reserva Camboriú
Especial 7th

Arquitetura

Arquitetura Neoclássica

Detalhes que definem alto padrão e estilo

Você certamente já viu aquelas construções antigas, grandiosas e ricas em detalhes. Saiba que todas essas características são de uma obra neoclássica, estilo arquitetônico que surgiu nos séculos 18 e 19, aproximadamente nos anos de 1780 a 1830.

O estilo arquitetônico neoclássico segue o modelo dos templos greco-romanos, das construções do renascimento italiano na construção civil e em construções religiosas. Em outras palavras são obras que contêm frontões triangulares, colunas, pórticos, formas geométricas e materiais nobres.

Para o arquiteto Flavio Schiavon, do Baggio Schiavon Arquitetura, as principais características da arquitetura neoclássica são imponência, simetria e nobreza. “Em um projeto é preciso definir o embasamento, o corpo e principalmente o coroamento da obra”. Outra característica que reforça a estética neoclássica é a utilização de cores claras. Podemos encontrar exemplos dessas obras pelo mundo como: o Panteão, em Paris, e a Portão de Brandemburgo, em Berlim.

No Brasil, a arquitetura neoclássica chegou pela Academia Imperial de Belas Artes (RJ) e no início ficou restrita a órgãos oficiais e casas de praia das famílias com alto poder aquisitivo. Em Curitiba, a UFPR e a Sociedade Garibaldi, na Praça Garibaldi, revelam a forte influência do estilo neoclássico, com arcos romanos e frontão encimando. O Paço da Liberdade, totalmente revitalizado no ano de 2009, também apresenta detalhes neoclássicos em sua construção.

Hoje, a nobreza da arquitetura neoclássica é cada vez mais encontrada em empreendimentos de alto padrão das cidades brasileiras, um trabalho que exige muita dedicação e estudo por parte dos arquitetos.

“Para valorizar o estilo neoclássico nos projetos de empreendimentos é preciso pesquisar a fundo os elementos clássicos, entender suas proporções, exercitar sua aplicação num edifício e evitar misturas ou simplificações, pois o clássico é puro e não aceita desaforos.”Flavio Schiavon

Para o arquiteto, o estilo aplicado nas obras hoje também poderia ter outra denominação. “Os edifícios atuais que utilizam elementos clássicos poderiam ter seu estilo definido como clássico revisitado, não neoclássico, pois este foi um estilo utilizado nos séculos passados”, afirma.

Atualmente alguns edifícios contemporâneos, construídos dentro das técnicas mais modernas, acabam tendo uma “roupagem” clássica por exigência do mercado, que busca valores mais permanentes nas edificações. O Palácio Real, residencial das incorporadoras Thá e Rossi, tem detalhes desse estilo no projeto inspirado nos palácios imperiais brasileiros.

Obras da Thá com arquitetura neoclássica:
Twin Village, Wood Park e Hampton Village.

Paco

A imagem do Paço Municipal de Curitiba é de Noemia Paula Fontanela de Moura Cordeiro.

Voltar
Compartilhe: Twitter Facebook
  Publicado em: 14/03/2011
Envie para um amigo Imprimir
Veja também os assuntos relacionados
4 comentários
Gustavo 27 de julho de 2013 às 15:48
LEGAL! ;)
Carlos Eduardo Martins 27 de maio de 2013 às 10:43
Curitiba precisa de edifícios assim perto de pontos turísticos de característica européia.
tayana 19 de outubro de 2012 às 19:37
Me ajudou muiito em um trabalho escolar de Artes ;) vlw
tayana 19 de outubro de 2012 às 19:36
gosteii muito! me ajudou em um trabalho escolar vlw
Deixe um comentário
Nome:* E-mail:* (não será publicado)
Site:
Comente:
* Campos obrigatórios
LANÇAMENTOS
 
Redirect - Digital Marketing